Pinóquio

01Tive um pedido muito engraçado…

Os Escuteiros de Braga (infelizmente não me lembro qual o Agrupamento) pediram-me para fazer um Pinóquio em madeira para o ACANUC 2013. O tema do seu evento seria o Pápa João Paulo II, mas a figura do Pinóquio teria um papel central no encontro, pois seria uma das temáticas dos trabalhos, especialmente para os mais novos. Naturalmente não pude recusar, pois como já sabem, são estes os projectos que me dão verdadeiro prazer. Propus-me fazer um Pinóquio diferente, de tamanho grande pois teria de ser visto por muitas pessoas e queria que chama-se a atenção e, principalmente, que os miúdos achassem piada.

A primeira coisa a fazer seria pensar no desenho e para tal, a Internet e o Google são os nossos melhores amigos. Tive muita sorte porque um Internauta tinha publicado recentemente a cópia dum artigo sobre como fazer o Pinóquio original, usado como protótipo dos artistas da Disney.

020304Metade do trabalho estava feito🙂.

Tinha agora que encontrar as dimensões que desejava e estudar um pouco as articulações e a montagem da marioneta.

05Editei a primeira página de maneira a ficar apenas com o diagrama e fazendo umas contas, escalei-o à dimensão pretendida. Depois foi só imprimi-lo à escala desejada. Como não tenho plotter nem tinha acesso a uma na altura, imprimi em várias folhas e colei-as em mosaico. Para isso usei um programa que encontrei na Internet à bastante tempo e que gosto muito de usar, o Rasterbator.

rasterbator10E cá ficou o Pinóquio em escala real.

E lá começou o trabalho. Vou colocar as fotografias e poupar nos comentários…

11 12A estructura para o corpo.

13 14

Os braços.

15 16A Scroll Saw voltou a portar-se à altura, cortando as peças de pinho.

17 18Sempre fazendo os ajustes necessários para que as articulações pudessem funcionar livremente. Com grosa para ajustes grosseiros e papel de lixa para os ajustes finos e acabamentos.

19Usei parafusos bastante compridos para o efeito.

20Já tendo a silhueta, altura de dar a profundidade.

21 22 23 24A seguir as pernas.

25 26 2728 29E cá estão as pernas e os braços completos e a funcionar🙂

30 31Poderia ter deixado o corpo oco, pois iria estar coberto com a roupa, mas preferi fazer as coisas bem feitas e encher os espaços. Para tal usei espuma expandida. Um material muito engraçado para trabalhar, mas que suja…

32A cabeça do Pinóquio foi a minha maior preocupação, pois seria o elemento mais reconhecível da marioneta. Foi a parte que mais trabalho me deu e que me atrasou bastante. Cometi vários erros na construção e tive que a repetir três vezes.Para quem não sabe, tenho problemas de visualização a três dimensões, ou seja qual for o termo correcto, pelo que em trabalhos como este funciono um pouco à base de tentativa e erro.

33 34 35E toca a encher chouriços; quero dizer, formas do Pinóquio😉

3637 38 39O processo é relativamente simples. Encher o espaço desejado e deixar a espuma expandir e secar até ficar sólida e seca. Depois com uma faca serrilhada é só dar a forma desejada. Como já tinha as guias em madeira, facilitou-me bastante o trabalho. Mesmo assim, as formas da cabeça foram uma dor de… cabeça😛

40O passo seguinte não ficou bem documentado pois era bastante sujo. Para cobrir todo o corpo e cabeça e poder pintar usei ligaduras de gesso. Comprei numa casa de ortopedia e são bastante baratas. O uso é também extremamente simples, desde que façamos as coisas com calma. Nisso tenho a vantagem de ser Alentejano. Outro aviso, é sujo, muito sujo… Protejam a mesa e o chão e cuidado com o que tocam e com a roupa que vestem. Para que ficasse pronto foram necessárias 5 capas de ligaduras. Quase à prova de bala!

41A cabeça levava cabelo, pelo que coloquei primeiro umas folhas de plástico de bolhas de ar (usadas para proteger equipamentos delicados e encomendas) para o volume e forma e depois coloquei só duas capas de ligaduras de gesso. Assim ficou a notar-se a ligadura e ficou com um aspecto de “cabelo”, em vez de ficar todo liso.

42 43Modéstia à parte, achei que o cabelo ficou engraçado. A seguir os sapatos.

44 45 46Novamente faltam imagens de todo o processo de lixado e acabamento. Como são fases com bastante poeira e sujidade tento não usar a máquina.

Juntar os braços e pernas ao corpo. No início já tinha colocado 4 pontos de ancoragem, pelo que foi só colocar as ferragens nos sítios correctos e as articulações estavam prontas.

47 4849O corpo foi pintado com três capas de spray branco e duas capas de verniz incolor. A cabeça também, no entanto, pintei o cabelo e coloquei-lhe os olhos e a boca.

O nariz… o Nariz ficou um pouco comprido de propósito😉

50Ainda tentei arranjar uma farda de Escuteiro, mas não consegui. Usei umas roupas antigas do Luis.

51E foi só colocar a cabeça.

52Fiz-lhe um suporte para poder ficar de pé.

53E toca a viajar para o ACANUC, como um menino verdadeiro. Cinto e tudo🙂

54 55No caminho passámos por uns GNR’s que ficaram a olhar. Lá devem ter pensado que era maluco (pouco se enganaram).

E finalmente na festa. Eles vestiram-no com uma farda e estava todo janota.

56 57As fotografias são da autoria do Sr. Rui Afonso Lopes, que gentilmente me permitiu colocá-las no Blogue, uma vez que não pude estar presente.

Muito obrigado😉

Não quis estar a explicar passo a passo a construção da marioneta pois seria demasiado aborrecido, mas se alguém quiser saber mais é só enviar um mail e terei todo o gosto em partilhar o que aprendi.

Para terminar, uma frase que sempre me marcou muito de Baden Powell e na qual me revejo. Também uma das frases que me inspirou a abrir este Blogue:

Try to leave this world a little better than you found it and, when your turn comes to die, you can die happy in feeling that at any rate you have not wasted your time but have done your best.

Lord Baden-Powell

Founder of Scouting
baden20powell
Esta entrada foi publicada em Carpintaria, Obras, trabalhos manuais com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Pinóquio

  1. Equipa Pedagógica - I Secção diz:

    Aproveito mais uma vez para deixar um agradecimento muito especial pela coragem e dedicação ao “PAI” deste Pinóquio, Sr. Ricardo Sant’Ana. Este boneco que se transformou num menino de verdade junto com mais 1200 escuteiros no ACANUC 2013 de Braga pode ser visto e apreciado na sede do Agrupamento 660 de Montariol em Braga.
    Baltazar Peixoto
    (Chefe de Campo – Lobitos – ACANUC 2013)

  2. Susana Pereira diz:

    Excelente trabalho!! Gostei muito de saber como foi feito! Obrigada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s