A ferramenta mais importante.

Esqueci-me no último artigo de falar da ferramenta mais importante do arsenal dum Carpinteiro…

É daquelas ferramentas que aprendemos a dominar logo no início, mas que com o tempo desvalorizamos e deixamos de pensar nela. Quem não a usa todos, ou quase todos os dias? Mesmo que tenham a versão moderna e eléctrica desta ferramenta, não podemos viver sem ela. Desde o início dos tempos, é a primeira ferramenta colocada nas mãos do Aprendiz e ainda hoje, a primeira coisa que devemos fazer é aprender como utilizá-la correctamente.

Mas, de que ferramenta falo? Que ferramenta existe desde o início dos tempos e sobrevive até hoje, que é das mais importantes, mas ao mesmo tempo a mais desvalorizada? O martelo? A faca? A serra?

A VASSOURA!

Pois… Desculpem lá se estavam à espera duma grande revelação, mas esta simples “ferramenta” é indispensável em qualquer lugar de trabalho onde exista um Carpinteiro ou Marceneiro.

Mas se calhar estão a bradar aos céus por eu chamar Ferramenta a uma modesta vassoura. Vamos lá ver:

Não trabalhamos propriamente numa oficina ou num ambiente limpo. Muitas vezes temos aqueles sistemas de aspiração, mas mesmo assim à sempre pó e outros restos que não são aspirados e vão parar ao chão. Se trabalharmos exclusivamente à mão, então nem sequer temos um aspirador pequeno. O que é que acontece ao pó, serradura, aparas de madeira, e tudo o resto  que vai ficando da madeira que trabalhamos? Escondemos debaixo do tapete? Debaixo da bancada de trabalho? Não, apanhamos a vassoura e dizemos mal da nossa vida enquanto pacientemente varremos a oficina. Depois com a pá, la vai tudo para o lixo. Se forem como eu, ainda separam. Orgânico para um lado, pó, serradura e aparas para outro, bocados de madeira para outro, etc, etc, etc.

Mas este ritual diário passa ao lado de muitas pessoas. É um acto inconsciente, como quando conduzimos para casa depois dum longo dia de trabalho, e depois não temos memória do caminho… “O carro já sabe o caminho”, brincamos nós. O mesmo acontece ao arrumarmos a oficina. Deixamos de dar importância a uma das actividades mais importantes do Carpinteiro: Manter o local de trabalho em condições de higiene e com o máximo de segurança possível.

A vassoura é a primeira ferramenta que o Aprendiz toca. Embora possa parecer um trabalho inglório, que nada tem a ver com a arte da madeira, desde cedo está a ser incutido no futuro Carpinteiro a importância de um local de trabalho limpo. Num local limpo e arrumado é mais fácil trabalhar, dá mais prazer trabalhar.

Hoje em dia, pelo menos em Portugal, a Higiene e Segurança no Trabalho está na moda. Até à pouco tempo foi a galinha dos ovos de ouro. Mas se olharmos com atenção, o Carpintaria é uma das profissões mais antigas do mundo, onde a maior parte de estas regras sempre existiu. Adaptadas ao saber de cada época e ás condições sociais existentes, o Carpinteiro foi desenvolvendo as suas próprias normas de higiene e segurança. Reparem; limpeza e arrumação no fim de cada dia de trabalho, lugar próprio para cada ferramenta, locais próprios para cada tipo de trabalho, altura e dimensionamento dos bancos de carpinteiro de acordo com a altura e trabalho do carpinteiro, posicionamento do banco de trabalho em relação à fonte de luz, uso de roupa própria para a protecção, como o avental, etc.

Sem falar do cuidado extremo na protecção das mãos. As mãos são verdadeiramente a nossa melhor ferramenta.

E tal como preparamos, tomamos conta e muitas vezes tentamos melhorar as nossas ferramentas, adaptando-as à nossa maneira de trabalhar, também a vassoura acaba muitas vezes por ser adaptada. A minha tem um cabo maior que se adapta à minha altura, tem uma escova em ângulo em vez da tradicional escova recta e as fibras são um pouco mais duras do que é normal, para poder varrer desde o pó até as aparas. E o melhor é que é reciclada, de três vassouras diferentes🙂.

E o melhor é que a minha mulher não gosta dela pois não consegue varrer com ela, pelo que nunca me desaparecerá.

E falando de mulheres, a simples e humilde vassoura faz mais pelo nosso casamento que qualquer prenda que lhes possamos fazer. Se como eu, tiverem a vossa oficina em casa, sabem que o pior para um casamento é o pó e serradura que fazemos. Apenas tem de escolher quem usará a vassoura. ou vocês ou a vossa cara metade. E garanto-vos que se for ela a usar, não será para limpar a oficina…

Portanto como podem ver, um simples objecto mundano, a quem ninguém dá importância, pode ser a vossa melhor ferramenta.

Esta entrada foi publicada em Carpintaria, Ferramentas, Ferramentas manuais, madeira, Marcenaria, Pensamentos, Segurança no trabalho com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a A ferramenta mais importante.

  1. Muy gracioso el artículo Rico, me he reído un rato, pero tienes razón la limpieza y el orden hacen más agradable y seguro el lugar de trabajo.

    Manos y escoba, las herramientas más importantes.

    Un abrazo

  2. Francisco Fraústo diz:

    Eu tenho sempre o aspitador ao pé de mim. Quando trabalho com a tupia, e para não acumular muita serradura, páro de trabalhar quase de minuto a minuto e aspiro. A minha tupia não é muito boa mas tem um acessório em plástico para encaixar lá o tudo do aspirador. MAs eu retirei isso porque dificultava a colocação das fresas. Mas qualquer dia improviso e ato o tubo do aspirador ao pé da base da tupia (logo vejo como) e assim estou a trabalhar e a aspirar ao mesmo tempo!

    Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s