Serra circular com guia Festool TS 55

Desde que estou neste trabalho temporário tive que desligar-me um pouco do Blogue, mas isso não quer dizer que esteja esquecido😉

Há já algum tempo que queria fazer um post sobre a minha serra circular, uma Dexter, para poder dar a minha opinião sobre a mesma. Mas tive a sorte de arranjar este trabalho como vigilante numa obra, o que me permitiu conhecer em primeira mão uma outra serra circular, da qual quero aqui falar.

As serras circulares são, por assim dizer, o braço direito de Carpinteiros ou amadores que trabalhem com madeira. É uma das primeiras ferramentas eléctricas que se compram para cortar e preparar madeira. São especialmente úteis para cortar tábuas e tabuleiros de grandes dimensões. Quem seguir os meus post’s pode ver que já dei bastante uso à minha Dexter e que tem sido a pedra angular da construção do móvel para a Clara.

Mas trabalhar com uma serra circular tem algumas limitações, e para novatos como eu, pode originar erros que estragam um projecto. Para tentar evitar esses erros, ou pelo menos diminuir a eventualidade de acontecerem, inventamos acessórios que nos ajudem, como é o caso da guia para cortar tábuas mais compridas.

Mas foi aqui na obra que conheci um Carpinteiro que usa esta pequena maravilha, a Festool TS 55. É uma serra circular com um sistema de guias de alumínio que permite fazer cortes com muitíssima precisão.

Observei o Carpinteiro a trabalhar com a serra durante algum tempo e fiquei espantado com a facilidade e rapidez com que efectuava o seu trabalho. Media e cortava com uma rapidez que eu apenas tinha visto nos vídeos do Youtube. Depois de alguma hesitação (e talvez vergonha) lá me decidi a meter conversa com ele. Expliquei-lhe que além de Vigilante era um interessado nas artes de Carpintaria e trabalhos com madeira e que tinha em casa um “projecto” de oficina. Para surpresa minha, foi uma conversa de cerca de meia hora em que falámos sobre inúmeros temas relacionados com trabalhos de madeira. Só foi interrompida por obrigações laborais de ambas as partes😉

Durante a conversa contei-lhe sobre a geringonça para a serra circular que tinha aprendido a fazer na Internet e o uso que lhe dava. Fartou-se de rir. Para meu espanto explicou-me que durante muitos anos tinha trabalhado com um sistema igual, mas que tinha aprendido por colegas de profissão e não pela Internet, que ele dessas modernices percebia pouco. No dia seguinte tive a oportunidade de lhe mostrar no computador o vídeo que coloquei no Blogue. Deve ter achado piada pois quando o resto dos trabalhadores já tinha saído veio ter comigo e deixou-me fazer um “Test-Drive” com a Festool.

Posso apenas dizer que é uma máquina suave, muito eficaz e extremamente fácil de manusear. Com uma pequena explicação de 5 minutos sobre o funcionamento, pude facilmente e sem qualquer dificuldade replicar várias peças em que estava a trabalhar. É claro que não com a mesma velocidade…

É claro que não é uma máquina para amadores por várias razões:

– O preço é superior a uma serra circular de marca, embora não ache uma diferença assim tão grande. O preço, de acordo com o Site Espanhol da Festool é de €571 (a serra, uma lâmina, uma guia de alumínio e uma caixa de ABS para guardar a serra);

– A base da serra está preparada para trabalhar em conjunto com o sistema de guias. A própria Festool afirma que não é uma ferramenta própria para trabalhar sem as guias;

– Para rentabilizar o preço, deveríamos efectuar bastantes trabalhos com a serra, situação que não acontece com amadores, pois tentamos comprar a madeira dimensionada para o projecto ou pedimos para cortar as medidas aproximadas nos fornecedores.

No fundo, foi uma experiência muito positiva e adorei poder experimentar uma máquina que só tinha visto em vídeos do Youtube. Mas melhor foi o facto de poder trocar impressões com um profissional com mais de 20 anos e receber algumas palavras de incentivo.

Comprava uma? Sem dúvida! Fiquei maravilhado e quem sabe, um dia não posso vir a comprar uma?

Esta entrada foi publicada em Trabalhos em madeira, Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

15 respostas a Serra circular com guia Festool TS 55

  1. Marcelo C. Gomes diz:

    Realmente, uma “senhora máquina” como dizemos aqui no Brasil. Parabéns pelo blog; bastante informativo e repleto de informações.

    • Obrigado Marcelo😉

      Realmente é uma máquina com prestações muito superiores à minha Dexter. Adorei a suavidade com que corta e especialmente com que desliza pelas calhas de alumínio. Os ajustes são extremamente precisos e de acordo com o Carpinteiro, de muito fácil manutenção. Ele usa as lâminas também da Festool pois dão-lhe uma maior garantia de qualidade e duram-lhe mais que as “marca branca” (que são as que infelizmente tenho de usar por enquanto).

  2. Luis Eduardo Da Cunha Souza diz:

    Como marceneiro de final de semana já fiz varias peças de madeira para minha casa ,inclusive o quqrto da minha filha n 1 todo laminado com laminas de embuia , segundo a nota de todos que viam foi um dez.Mas se fosse com essa maquina maravilhosa o trabalho com certesa teria sido uma brincadeira .Muito legal de sua parte ter coloca do esta materia

    • Olá Luís. Parabéns! Marceneiro de fim de semana??? Não sei porque mas duvido. Quem constrói um quarto inteiro não é Marceneiro de Fim de semana não😉
      Esta máquina é muito boa, mas como referi só vale a pena se fizermos bastantes trabalhos com ela, de maneira a rentabilizá-la. Apercebi-me facilmente que o uso dela melhora não só a rapidez de corte como a qualidade dos mesmos. Existem outras parecidas como a “DeWalt”. É interessante porque aqui em Portugal, mesmo quando os Carpinteiros ou Marceneiros tem uma “DeWalt”, continuam a chamar-lhe uma “Festool”. Engraçado, não?

      Obrigado pelo seu comentário e continue com o seu óptimo trabalho. Se tiver um site mande a morada, pois adoro ver os trabalhos de meus colegas de fim de semana😉

  3. Pingback: Serra DeWalt DWS520KR | Coisas de um desocupado

  4. Renato Coelho... Bruxelles -Bélgique diz:

    trabalho a 9 anos com elas isso é um espetáculo…mas pra madeira não gosto muito…prefiro usa-la com MDF.Motivo aquece rápido.mas pra MDF é uma maravilha ou madeira mais macia…queero levar para o Brasil quem sabe um dia fazer meus moveis

  5. Boas, parabéns pelo blog. Acaba de ser lançada a nova TS55 da Festool tem algumas alterações em relação á antiga, se necessitar de alguma festool aqui fica o contacto.
    d.nunes@segmentbase.com

    • Boa noite Domingos.

      Obrigado pelos seus comentários. Naturalmente a DeWalt não é uma “cópia” da Festool, até porque a Festool, como muito bem refere é designada no comércio como uma “Plunge Cut Saw”, ou seja, uma serra de incisão vertical e a DeWalt não se afirma como tal… apesar de o poder fazer também. Ambas são acima de tudo “Railed guided saws”.

      Um Carpinteiro com experiência ou com alguma capacidade pode executar os chamados “Plunge cuts” com uma DeWalt. Alias, este tipo de corte até pode ser efectuado com uma serra de corte manual, como a minha simples e modesta Dexter. O que importa é SABER executar o movimento e o corte com precisão. Para não pensar que estou a mentir, basta efectuar uma simples procura no Google ou no Youtube por “Plunge Cut Saw” ou “Festool versus DeWalt”, etc, para encontrar todo o tipo de vídeos e discussões sobre o assunto. Sobre a qualidade do corte… Pois, aí já não falo pois não sei (mas aposto que a Festool ganha).

      A Festool desenvolveu uma gama de ferramentas extraordinárias, infelizmente tornou-as quase inacessíveis para o comum dos mortais (pelo menos nalguns países como Portugal). Naturalmente que adoraria poder ter uma Festool (tenho um trabalho em mãos que seria ouro sobre azul), mas não me faço ilusões. Sei que nunca vou poder ter uma, mas isso não me impede de sonhar com elas…

      Sigo fervorosamente o Blogue “The WoodWhisperer”, um amador que é patrocinado pela Festool USA, e que demonstra bem as capacidades de dita marca. Alias, apesar de ser patrocinado pela Festool USA, quando é preciso também “casca” nas máquinas. Fez um óptimo comparativo entre a Festool e a DeWalt. Também discute muito a ética e a moral subjacente ao negócio hoje em dia, em que pouco a pouco, os amadores estão a começar a ter um peso considerável no mercado das máquinas de trabalhar madeira, enquanto que os clientes profissionais começam a sofrer com a crise e afastam-se de novas compras. Nos EUA, Inglaterra, Alemanha, Japão e outros países, as marcas apostam fortemente no mercado amador, nos “Woodworkers”. Portugal parece continuar a seguir o típico caminho de negligenciar este mercado em crescimento.

      É bastante triste que outros amadores como eu tenham de comprar ferramentas no Ebay ou outros locais da Internet porque os preços praticados por cá são proibitivos. Mas também não deverá ser de admirar, pois os profissionais (na sua grande maioria – há algumas raras excepções) não querem ensinar nem partilhar o seus saberes e os comerciais nas lojas pensam que somos “tolos” e que não percebemos nada do assunto. Espanha está a ser a nossa salvação; não só respeitam os nossos saberes como procuram novas ferramentas e facilitam a aprendizagem de novos amadores. Conseguem conciliar preços competitivos com ferramentas com um mínimo de qualidade e sabem que o serviço ao cliente é um factor decisivo para o futuro dos negócios. Neste ano e meio que como aprendiz autodidacta posso garantir-lhe que só tenho encontrado entraves à minha aprendizagem por cá, enquanto que pela Internet, os meus muitos Colegas Woodworkers de todo o planeta me tem dado uma ajuda inestimável.

      A nível teórico, orgulho-me em afirmar que aprendi mais em um ano e meio que talvez muitas pessoas tenham aprendido em anos de trabalho. Realizei por curiosidade à um mês o exame teórico inicial (Foundation Examination – formally prevoc) do British Institute of Carpenters (http://www.instituteofcarpenters.com/pages/ioc_exam/exam_syllabuses/default.aspx) e obtive nota positiva. Ou seja, teoricamente poderia candidatar-me ao título oficial de Carpinteiro na Grã-Bretanha. Naturalmente, a nível prático tenho muuuuuuuuuuuuito a aprender ainda. Aprender sozinho é bastante duro e não ter ferramentas decentes não ajuda. Mas hei de chegar lá🙂 A Internet é a minha escola e os meus colegas woodworkers são os meus mestres. Mark Spagnuolo, Christopher Schwarz, David Charlesworth, Rob Cosman, James Krenov… O mundo mudou, apenas por cá parece que não se aperceberam disso.

  6. DIOVANE diz:

    BOA TARDE TRABALHO COM COLOCACAO PORTAS MADEIRA;GOSTARIA QUANTO CUSTA QUITE PARA EFETUAR TRABALHO OBRIGADO

    • Boa noite Diovane. Não vendo material de carpintaria ou marcenaria (por enquanto). Se alguma vez o fizer serão ferramentas manuais apenas. Para pedir preços deverá procurar um representante Festool na página da Internet – http://www.festool.es/Global/portugal/Pages/Portugal.aspx. Pode tentar contactar o Sr. Domingos Nunes – d.nunes@segmentbase.com, pois acho que é agente comercial da marca.

      Um abraço e bons trabalhos.

    • Renato Coelho diz:

      Eu comprei uma ainda esta na caixa, ela veio com 1 Guia (régua) de 1 metro paguei 542 euros mais 21% tva (imposto) e volto a afirmar é um espetáculo, superior a todas as outras. e dps comprei mais um guia e mais o suporte para emendar os guia para ficar com 2 metros.

      • Espero um dia poder ter uma, não lhe minto😉, mas é muito cara para mim. E sim, a qualidade paga-se e sei que neste caso vale todos os cêntimos… Quem sabe um dia não vem a Braga e a trás e me deixa fazer um ou dois trabalhos com ela😉

        Prometo que quando me sair o totoloto junto-me ao clube dos felizes proprietários🙂

        Um grande abraço.

  7. Antonio Celso Adrião Simões diz:

    Boa noite o meu nome é celso já usei essa serra por acaso é muito boa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s