Furadora vertical experimental 2

A furadora vai avançando pouco a pouco.

É incrível como pequenos detalhes, pequenas imperfeições podem provocar enormes demoras. Um corte mal feito, ou uma peça mal lixada podem provocar erros, que só por si nada significam, mas quando vamos fazer a montagem implicam ter de acertar toda a montagem.

Os dois carris já estão montados e aparafusados à base. Quando os fiz, baseei a medida entre eles numa tábua cortada à medida para o berbequim. Depois transpus todo o desenho dos carris com a respectiva medida para a base e fiz os cortes em profundidade para os alojar. Agora com eles montados, a tábua não corre bem nos carris…

Ou seja, o que antes funcionava, agora não. Só resta acertar a tábua, milímetro a milímetro.

Estou a limar os extremos da tábua, para permitir que esta suba e desça nos carris, tal como projectado. Para tal, estou a usar a minha prenda de ontem, umas magníficas grosas em promoção do AKI, por 5 euritos.

Também recebi uma maravilhosa caixa de serrar ângulos da Dexter. Já posso cortar ângulos em vários graus; 22, 45, 90… que maravilha! Realmente, à grandes prendas por muito pouco dinheiro.

Já sabem, se me quiserem oferecer prendas úteis e baratas, ferramentas manuais fixes.

Esta entrada foi publicada em Furadoura de coluna; suporte para, Trabalhos em madeira. ligação permanente.

Uma resposta a Furadora vertical experimental 2

  1. Pingback: Dia 1 da construção – 2ª parte | Coisas de um desocupado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s