Adaptador de corrente para Arduino – 2ª parte

Continuando.

Como já referi, a voltagem deverá ser entre os 9 e os 12V. Pelo que referem no post, o regulador de voltagem do Arduino aceita até 20V, mas a utilizar essa voltagem, a maior parte da energia será perdida em calor, o que não só é terrivelmente ineficaz como poderá afectar o desempenho da placa a médio longo prazo. O calor é sempre péssimo para tudo o que seja electrónico, lembrem-se.

Outra razão, talvez mais importante, é que o pino de 9V da placa passará a transmitir esses 20V ou pouco menos, o que poderá prejudicar os elementos que a ele estiverem ligados…

A Corrente (Amperes) deverá ser como mínimo 250 mA. Depois vai depender de quantos “extras” queiramos adicionar ao Arduino. Convêm mesmo escolher um transformador com 500 mA, embora conforme a aprendizagem vá evoluindo se possam antever necessidades que possam chegar a 1 ampere.

E depois disto, o que fiz eu? Cá está a minha compra.

Cumpre perfeitamente todos os meus requisitos: Voltagem e  fichas que podem ser adaptadas a vários equipamentos que tenho cá por casa, amperagem de sobra para as minhas necessidades actuais e a uma preço muito apetecível, mais ou menos 6 euros. Outra coisa, é muito engraçado ,-). Já estava farto dos bichos grandes,  quadradões e pretos que andavam cá por casa… ups, não.  Isso são as baratas.

Esta entrada foi publicada em Arduino, Electrónica, Electricidade. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s